Devo utilizar ObjectManager diretamente em meus modulos? Magento 2

Devo utilizar ObjectManager diretamente em meus módulos? Quais são os pontos negativos na sua utilização? Por que mesmo dentro do Core do Magento existe a sua utilização e por que existe essa opção no Magento?

Vários programadores se encontram com essa dúvida ao se deparar com o ObjectManager.

Exemplo de utilização

<?php 
//Get Object Manager Instance
$objectManager = \Magento\Framework\App\ObjectManager::getInstance();

//Load product by product id
$product = $objectManager->create('Magento\Catalog\Model\Product')->load($id);

Em vez de passar pelo doloroso mas recomendado processo de:

  • criando um módulo
  • declarando preferências
  • injetar dependências
  • declarar um método público

Você pode utilizar simplesmente o código acima e já ter acesso aos dados de um determinado produto.

aviso, você foi avisado

O problema na utilização do ObjectManager

Existem várias razões. O código funcionará, mas é uma prática recomendada não fazer referência à classe ObjectManager diretamente por que:

  • O código pode ser usado com uma estrutura de injeção de dependência diferente no futuro
  • O teste é mais fácil – você passa argumentos fictícios para a classe necessária, sem ter que fornecer um ObjectManager fictício
  • Ele mantém as dependências mais claras – é óbvio do que o código depende por meio da lista de construtores, em vez de ter dependências ocultas no meio do código
  • Encoraja os programadores a pensar melhor em conceitos como encapsulamento e modularização – se o construtor ficar grande, talvez seja um sinal de que o código precisa de fatoração

O principal motivo pelo qual os desenvolvedores são fortemente desencorajados a usar o Gerenciador de Objetos diretamente é que o uso direto do Gerenciador de Objetos faz com que a extensão não seja instalável no modo de produção compilado.

Portanto, ele quebra para seus clientes usando o modo de produção, incluindo todos os clientes no Magento Cloud.

Parece que uma proporção razoavelmente grande de desenvolvedores (aproximadamente 75%) não testa suas extensões para ver se podem ser instaladas no modo de produção, portanto, não se depare com os problemas apresentados pelo uso incorreto do ObjectManager.

A partir de 2017, o Magento Marketplace executa um teste de compilação e instalação em todas as extensões vendidas por meio dele. Se sua extensão usar o Gerenciador de objetos diretamente, ela falhará nesses testes e será rejeitada no Marketplace até que você resolva o problema e faça o upload novamente.

Quando podemos utilizar?

Nem sempre será necessário criar um módulo no Magento 2 que está disponível no Marketplace, em Scripts “StandAlone”, muito utilizados nas intervenções em ambiente de produção, sua utilização não é condenável, já que a própria pratica da criação do Script não é aconselhada e é um código de uso pontual.

Temos também que considerarmos as lojas que são extremamente customizadas que não sofrerão atualizações no futuro, contudo esse segundo ponto não tira o peso de um dos pontos negativos sobre a utilização do ObjectManager, que é a padronização do código e a sua qualidade.

Dúvidas? Faça um comentário logo abaixo ou envie uma mensagem clicando aqui.

O seu endereço de e-mail não será publicado.